Visitando meus cachorros no plano astral e minha vida no passado.

Saulo Calderon Relatos, Relatos Saulo Calderon 17 Comments

Olá bom dia.

Hoje é domingo 20 de mar. de 11 e estou em Gravatá Pernambuco.

Esses dias tenho tido algumas projeções estranhas, tenho voltado no tempo ou visto algumas lembranças ou visões que não entendo bem.

Queria chamar a atenção para 2 experiências e deixar o leitor essa dica, Elas são: Pedido de Lucidez, e Pequeno e Forte Relato.

Agora são 10 da manhã, acabei por dormi um pouco mais.
Mas foi tão forte, tão forte essa experiência que acordei com os olhos cheios de lágrimas de tanta saudade.

Eu tinha aproximadamente uns 12 anos quando tínhamos 3 cachorros, Panda (Um pastor alemão), Pantera(Um Dobermann) e Puma (Um Fila Brasileiro) que veio depois de algum tempo.
Nesse momento acabo de entender por que não vi Puma, Puma veio um tempo depois em outra casa, eu já tinha acho que 15 anos quando ela chegou.

Naquela época meus pais ainda não haviam se separado. Como sinto falta dessa época, como era bom ter meus pais, meus irmãos e os cachorros, numa só família, num só lugar, havia harmonia, enfim, a vida segue caminhos que quase nunca escolhemos muito bem.

Em princípio foi como um sonho, um sonho muito lúcido, em seguida eu despertei a lucidez fora do corpo e não resisti às emoções, parece que estava acessando coisas que estavam guardadas em mim, e eu pedi isso, mostrei que estava pronto para isso no relato sobre o Pedido de Lucidez.

Começou assim: eu chegava no portão da frente da casa, era o passado perfeito, nada havia mudado. Via a casa número 13 (dia em que nasci). Abri o portão e Panda (O pastor), veio correndo toda feliz me ver. Eu não entendia como aquilo estava acontecendo, e pensei: Mas eu te enterrei, Panda. Eu te enterrei Com meu irmão (foi um momento muito triste quando fiz aquilo), pois panda havia cruzado (ficado grávida) e quebrou a bacia atropelada, e assim sofreu até o desencarne e presenciamos tudo. Não pudemos fazer nada, e com mais ou menos 16 anos eu enterrei ela num terreno próximo à minha casa.

Mas lá estava ela, linda, brincando e parecia mesmo que não me via há 20 anos (é o tempo mesmo, pois tenho 33 anos e na época tinha quase 13. A alegria dela era linda. Eu não perdi tempo, esqueci de tudo e comecei a brincar com ela como se visse um parente, como se tivesse encontrado uma amiga perfeita. Joguei-me no chão e chorava de alegria ao brincar com ela. Eu simplesmente parecia uma criança, a alegria daquela amizade, era um amor tão incrível que por mais que tente, não conseguiria descrever com palavras.  Foi quando bateu o pensamento: Cadê Pantera ?

Pantera sempre foi mais quietinha, mas foi pensar nela e a vi. Ela estava bem velhinha, não entendi na hora, mas depois percebi, ela foi a única que morreu mais velhinha, infelizmente meus pais deram ela a uma pessoa que cuidou dela até que morresse bem velhinha. Pantera quando me viu entrou em êxtase e começou também a brincar comigo, ela e Panda em cima de mim, nós no chão como três crianças, mordidas leves, brincadeiras como se nunca tivéssemos nos separados.
E virei criança novamente, esqueci de tudo e vivi aquele momento.

Mas tinha um rapaz me observando, ele sorria o tempo todo. Foi quando minha consciência começou a mudar, e questionei: eu estou fora do corpo! Um misto de surpresa e tristeza pois, não era real, meus cachorros não haviam voltado, era só uma visão, ou um encontro espiritual, mas não teria eles de volta. Sei que me foi dado uma grande oportunidade mas a tristeza era grande, eu voltaria ao corpo e não teria mais aqueles amigos.
Em lágrimas perguntei ao rapaz que parecia mesmo um mentor, calmo e com roupas bem simples: “Amigo, onde está Puma”? Foi quando ele falou: Puma infelizmente não está aqui.
Não entendi muito bem por que. E virei os olhos para meus lindos cachorros e pedi licença ao amigo para olhar a casa. Era a casa na Bahia onde meus pais haviam ficado juntos pela última vez. À partir dali a vida mudaria muito para todos nós.

Andei pela casa, e vi móveis e coisas que não teria mais condições de me lembrar hoje em dia, tudo igualzinho a antes.
Mas uma coisa me chamou MUITA atenção: meu quarto!
Meu quarto tinha toda uma preparação. Havia alguma coisa sendo mudada nele, era como se já preparassem o futuro. Ele estava em Reforma. Não entendia muito bem. Foi quando virei e vi a casa toda bagunçada, com móveis para todo lado, jogados ao chão. Sem entender olhei para aquele rapaz que me acompanhava o tempo todo, e ele falou: “Essa é a visão da desarmonia que nos últimos dias a vida de vocês ficou…” Quando a família de vocês não estava mais bem, todo o resto caiu. A vida espiritual ao redor de vocês passou a não respirar mais direito, é triste o que acontece quando não temos equilíbrio no lar…
Era impressionante a bagunça espiritual que via para todo lado, sujeira, lixo, tristeza, coisas amontoadas.
Vi algumas sombras, era espíritos que se aproveitavam da situação, mas era também somente uma visão.

Nessa hora, vi minha mãe de cabeça baixa, triste. Não aguentei essa cena, pois eu não precisei da experiência para saber o sofrimento que a partir dali ela iria passar, era como se em segundos eu conseguisse ver tudo, a cena foi tão forte que num desespero pela dor que eu sabia que ela estava passando e iria passar, dei um grito alto e abri os olhos no corpo TOTALMENTE arrepiado e o corpo reagindo em lágrimas às repercussões do corpo astral.

Vou te contar. Eu solicitei a Deus, aos mentores há um tempo que abrissem mais minha lucidez. Recebi um recado que isso me traria muitos sofrimentos, mas eu falei que estava preparado para eles e que ia mostrar com maturidade isso, que eu só queria mais lucidez na vida, enxergar melhor cada etapa. E sei que isso foi respondido, que em alguns meses mudei muito minha forma de ver a vida, e observei principalmente em mim mesmo muitas coisas que precisava mudar. Entendo melhor algumas coisas, e percebo o sofrimento e a ilusão em algumas ações, e sei que não posso fazer nada.
Essa foi uma experiência meio estranha, na verdade MUITO estranha. Pessoal, uma volta ao tempo para limpeza de coisas que acho que estão em mim. É como se eu estivesse limpando pesos guardados no meu subconsciente, é como se a espiritualidade estivesse fazendo um catado das coisas que podem  me atrapalhar no dia-a-dia ainda.
E confesso, essa visão de meus Pais é extremamente dolorosa, mesmo quando eu achava que já havia superado, vejo meu subconsciente através de experiências como essas e agradeço demais os mentores me ajudarem, mostrando que algumas coisas precisam ser refletidas, outras perdoadas, que por mais que pareça no passado, elas se encontram presentes dentro da gente.

Mas algo me deixou até agora com o coração em desalinho…
A saudade de meus cachorros lindos, meus amiguinhos maravilhosos. Que saudade, que saudade.
Choro de saudade deles, não sabia o tanto que sentia isso ainda, foram meus companheiros na infância, amigos verdadeiros.
Que Deus abençoe eles, onde quer que estejam.
E fico muito feliz em saber que eles existem em algum lugar e que não me esqueceram…

De toda a experiência, tudo que vi mexeu muito comigo, mas meus cachorrinhos balançaram de verdade.
Daria tudo para passar somente um dia, brincando e ao lado deles, e tive essa chance, e foi o presente mais lindo que poderia receber.

Só queria dividir essa experiência com vocês, pois mostra como a projeção pode e é usada para limpezas e acesso a situações já vivenciadas por nós.
Como a liberdade e lucidez está em muito mais que voar e conhecer grandes coisas. Como por mais que amparemos e ajudemos por aí, somos os mais ajudados…

Eu passaria a vida toda servindo pra compensar coisas como essa e não conseguiria me sentir grato de forma suficiente…
Fiquem em paz.

Saulo

Comments 17

  1. mais uma vez um lindo relato Saulo … por incrivel que pareça acabei de por fotos do meu cachorro com as crianças … e qdo vou dar uma olhada nas postagens do FB vejo o seu relato que fala de vc , de uma passagem difícil da sua família ( e quem de nós não teve essa fase dífícil na vida né?)e vc fala de seus “amigos verdadeiros” seus cachorros.
    Mais uma vez me emocionei !!!
    Abraços amigo

    1. Olá Saulo!

      Eu acho que os mentores quiseram dizer pra vc que ainda não está preparado para se lembrar de tudo, mas que aos poucos vc irá se lembrar e transformar tudo o que foi ou é ruim em maravilhas, em bençãos… Olha, eu tive até hj apenas 2 experiencias mais lúcidas, e uma foi com um amigo falecido a muito tempo e que tb mexeu muito comigo… foi tão bom que não queria que acabasse… então sei como vc se sentiu…

      um abraço do amigo Anderson (dosanjos)..

  2. Muito interessante esse relato Saulo.São experiencias assim que mostram o quanto estamos aqui para aprender e que as consequências da interassistencialidade vão muito além do que imaginamos.Temos que estar realmente preparados para vivencias como esta.PAZ e Lucidez!

  3. Nossa Saulo, vc foi abençoado mesmo heim? que lindo esse encontro e todos os sentimentos que trouxeram juntos, fiquei emocionada também, me arrepiei só de imaginar…
    Também peço a Deus lucidez…
    Fique em paz e com Deus!
    abraços

  4. saulo, eu chorei muito com o seu relato, tenho uma cadela velhinha q e muito amada por todos nos aki em casa, meus dois filhos nem eram nascidos quando ela chegou aki, e eles a tem por perto desde q nasceram, eu sei q logo ela vai desencarnar, mas não imagino como vamos fazer sem ela aki. não gosto nem de pensar no assunto,ela é um pastor tbm, q convive dentro de casa e tem todo o nosso carinho e respeito. eu ouvi dizer q os cães reencarnam logo, mais imagino como ela vai se sentir sem mim. ainda não entendo bem as regras do astral em relação aos nossos animais de estimação; paz e luz

  5. Lindo relato, também as veses me lembro do passado com uma intensidade e tenho vontade de chorar, pois as saudades são grande e as lembranças dos lugares e pessoas com quem convivemos. Tive algumas experiências que voltava ao passado, uma vez encontrei uma pessoa e fiquei triste ao acordar e saber que aquilo foi um sonho lúcido.
    Parabéns pelo emocionante relato.

  6. Simplismente lindo seu relato!!! É Saulo a lucidez tanto espiritual quanto na carne traz muitas tristezas… Porque vemos como tudo e todos são na verdade. Ai é que entra nosso equilibrio… Temos que te-lo ajustado ao máximo. Para não pirarar-mos. Muita luz e equilibrio pra vc sempre. Que Deus te abençõe.

  7. Oi Saulo!
    Realmente maravilhosa essa exeriência!
    Eu também já tive alguns encontros com minha falecida amiga, a vira-latas Sky. Já postei lá no fórum. É realmente muito emocionante, e gratificante. compartilho da sua emoção.

  8. Que experiência emocionante, Saulo!! Lembrei de um Fila tigrado que eu tive que tbm morreu velhinho…
    Obrigada por ter compartilhado este momento lindo!!

  9. Saulo, fiquei emocionada com seu relato.
    Tenho 10 cachorros que são minha vida.
    Sempre acreditei na Doutrina Espiritam e se que ninguem morre, muito menos os cachorros…
    Fiquei feliz com esta certeza agora.

    Abraços!

  10. Olá Saulo, adorei conhecer sua experiencia.
    Passei por uma situação parecida esta noite. Queria entende-la melhor e seu relato me ajudou.
    Minha doberman Hanna, morreu a 20 dias e tenho sofrido muito com essa perda. Tenho 30 anos e ela viveu comigo 4 anos, era como uma filha e morreu de acidente. Não esperavamos perde-la.
    E essa noite a encontrei, sabia que ela não estava mais viva e fiquei muito surpresa e emocionada em vê-la, ela fez a maior festa do mundo tipicamente uma doberman, com aquela boca enorme me mordiscando, me lambendo a maior festa. Depois me vi em outra sala com muitas outras pessoas que penso estavam na mesma situação, se encontrando com alguém querido….Hanna estava comigo, agora em forma de homem e falava comigo, conversei tudo que tinha vontande, perguntei, chorei e a abracei-a. Ela me disse que não me preocupasse pois estava feliz e bem e que sua hora havia chegado. Questionei se ela havia sentido dor na hora do desercane e ela respondeu que não, que só percebeu que não estava mais aqui, pois em casa estavamos todos tristes e não brincavamos mais com ela. Passei muito tempo ao lado dela, chorando e agradencendo pela oportunidade de reencontra-la e ainda disse a ela que meu marido ficaria muito feliz pela manhã quando relatasse esta experiencia, e o mais importante que ela estava bem, minha querida Hanna. No final todos que estavam naquela sala receberam uma rosa. E já me vi em outro lugar, grávida (o que não estou) com milha filha e marido. Agradeci muito pela oportunidade, pela experincia e reencontro. Se alguém tiver alguma experiência parecida ou souber mais a fundo o significado , por favor compartilhe comigo. Obrigado !!!

    1. eu gostei um pouquinho desse site e eu queria receber mensagens no meu hotmail sobre um pouco de mim.
      acho muito interessante o seu trabalho na internet.
      continue assim.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *