Voando para Noronha.

Saulo Calderon Diário Projetivo, Encontros, Relatos, Relatos Saulo Calderon 1 Comment

Bom dia, amigos. Segue meu relato da tentativa 27 de abril de 2011.
– Como foi a sua quarta-feira durante o dia. Conseguiu se manter equilibrado e bem sintonizado com o trabalho da noite?

R:O dia foi corrido eu estou ainda gripado, mas me mantive calmo sim.
– Cuidou das energias?

R:Não, fui deitar realmente cansado, mas pensei na hora de deitar em Noronha e fiz uma mentalização somente, pois sabia que não ia segurar o adormecimento.

-Conseguiu sentir as energias?
R: Apesar de tudo eu senti as energias, senti um pouco a expansão da aura após começar a pensar em Noronha.

-Conseguiu chegar lá?
R:Apaguei completamente no início. Mas despertei às 3 mais ou menos por causa de muita muriçoca por perto, bicho chato do caramba! Levantei e fiz várias desencarnarem com minha raquete de choque, RS.

Deitei novamente mas só pra dormir.
Pouco tempo depois desperto sobrevoando o mar em alta velocidade, certamente ou eu já estava lúcido e me lembro a partir daí, ou fui levado até ali por mentores, não sei dizer.

 

Sabia que estava voando para Noronha, avistei a uma praia pois voava baixo e não vi o contorno da Ilha. Vi o morro em forma de Dedo, grande. Pousei acima da praia, num tipo de barranco pois o mar(pra variar), tava bravo “pacaramba”. Mesmo lá de cima senti medo, as ondas eram MONSTRUOSAS.

Aproximou-se de mim duas pessoas(um homem de meia idade, e uma mulher que aparentava uns 25 anos) falando que haviam ido pro encontro. Perguntei se eram encarnadas ou desencarnadas( é estranho isso mas quase nunca sei), falaram que estavam fora do corpo mas que tinham ali mentores por perto, porém eu não via nada.

Conversamos sobre a inconscencia, sobre a beleza de podermos nos lembrar.
O rapaz falou uma hora assim;
“Olha, anota meu telefone: Só que me lembrei de tudo na hora e até quando tava voando de volta, mas agora só me lembro que era: 3349-(e não sei o resto e não posso garantir se esse começo esteja certo).
Falou que caso se lembrasse ia me contar, RS, massss, não lembro de mais nada.

Após ele falar o telefone e o NOME dele(que eu NÃO me lembro),  eu peguei vôo pensando em voltar. Voava com facilidade, mas foi tão bom esse vôo que dei um mergulho rasante perto do mar bravo, mas não consegui mais subir, forcei a subida e nada. Eu só sei subir, se eu descer já era, é sempre assim. E dali ficou tudo confuso, pois comecei a viajar mentalmente. Vi um olho na onda e perdi a consciência(coisa de doido mesmo).

 

E despertei cedo não me lembrando de quase nada, mas as lembranças foram chegando em blocos não consecutivos.

 

Enfim, não foi lá a melhor experiência do mundo, mas foi o que deu pra lembrar.

 

Abração.

 

Saulo Calderon

 

Comments 1

  1. Bem… Vou relatar o que rolou comigo ontem: Vamos lá!

    – Como foi a sua quarta-feira durante o dia. Conseguiu se manter equilibrado e bem sintonizado com o trabalho da noite?
    R:O dia foi muito cansativo, pois estou em uma semana meio pesada no trabalho. Tenho feito hora extra direto.

    – Cuidou das energias?

    R:Na hora que fui dormir, não cuidei das minhas energias. Estava muito cansado. A única coisa que eu fiz foi o bate papo que faço toda noite com os nossos amigos da outra dimensão.

    -Conseguiu sentir as energias?
    R: Peguei no sono muito rapidamente. Não consegui sentir as energias.

    -Conseguiu chegar lá?
    Bem… o que aconteceu. Como eu sabia que ia pegar no sono muito rápido por estar cansado. Coloquei o relógio para dispertar as 3 e meia. Fui inclusive dormir no outro quarto, já que minha esposa tem sono muito leve e não tem o menor cabimento eu incomodar o sono dela. Às 3 e meia levantei, dei uma despertada, mas acho que aí é que foi o problema, acho que despertei demais. Fiquei muito ligado. Cuidei das minhas energias com a tecnica completa 3. Senti muito as energias, mas do nada, eu apaguei. Simplesmente dormi. Acordei hoje as 7 e meia da manhã, mas pra variar, levantei correndo, não consigo me recordar muito o que aconteceu. Apenas lembro de estar comentando algo sobre noronha com a minha esposa, mas não sei o que era…

    Bem… tá aí o relato. Sabe o que é pior??? Eu consegui chegar lá uma vez, então fico meio decepcionado de não estar tendo sucesso nas ultimas tentativas. Mas é assim mesmo! Daqui a pouco eu consigo de novo.

    Abração a todos!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *